13/06/2018

Biografia de Antonio José Lopes Bigode

Antonio José Lopes, conhecido simplesmente por Bigode, nasceu a 13 de Junho de 1954 no bairro de Ipiranga, São Paulo, SP.

Antonio José Lopes Bigode é educador matemático formado no IME-USP, com doutorado em Didática da Matemática pela Universidade Autônoma de Barcelona. Especialista em currículo, avaliação e metodologia da matemática é autor de livros didáticos para o ensino fundamental (EF1 e EF2), EJA (EF2 e EM) e de livros de metodologia da matemática para formação de professores; consultor de instituições como o MEC (PCN. TV Escola, PNAIC) e de SEEs e SMEs. Autor e apresentador da série Matemática em Toda Parte, da TV Escola.

Fundou o Centro de Educação Matemática (CEM) em 1983; Foi o organizador do 1º Encontro Nacional de Educação Matemática, ENEM, juntamente com a professora Tânia Campos da PUC-SP e foi um dos fundadores da Sociedade Brasileira de Matemática (SBEM).

Bigode, como se auto intitula, é um educador que não é arquiteto; mas também não é um matemático. Não é um mero professor de matemática, mas um pensador da educação matemática e é reconhecido por isso. É um educador que atua em vários níveis: leciona para jovens, trabalha com formação de professores e comunica a matemática através de artigos, séries de televisão, através de livros e pesquisas. Sua formação híbrida e atuação múltipla, permitiu ter olhares mais refinados que um professor não tem e que um pesquisador não tem e que um autor também não tem.

Cursou o Ensino Médio (antigo colegial) no Colégio Técnico de Aerofotogrametria, uma escola pública, resultado de um convênio entre o Governo do Estado de São Paulo e a VASP Aerofotogrametria. Nesta escola teve a oportunidade de estudar, ao lado de seu amigo Alexandre de Sant'Anna, ainda no Ensino Médio, várias aplicações da Geometria Euclidiana, como Topografia, Projetos de Estradas, Ótica Geométrica e Fotogrametria e uma introdução à Geometrias Não-Euclidianas em matérias como Cartografia, Astronomia de Posição e Geodésica.

Biografia de Antonio José Lopes Bigode

Desde que ingressou no curso de Licenciatura em Matemática no IME-USP, Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo em 1975, começou a lecionar e sempre teve como prioridade a defesa do Ensino Público gratuito e de qualidade. 

Durante a ditadura militar, com a dignidade da profissão de Professor, participou da Greve dos 170 Mil professores. Naquela época, as manifestações populares eram a grande novidade no cenário político do país.

Na fotografia abaixo, retirada do Jornal Movimento - Edição brasileira do Le Monde, nº 166, de 4 de setembro de 1978,  podemos ver Bigode e seu amigo Alexandre Sant'Anna à direita.

Bigode, na greve dos 170 mil professores
[Jornal Movimento - Edição Brasileira do 
Le Monde-nº 166- 4-set-1978]

Colaborou, ainda no período da ditadura, com várias publicações, como o Jornal Inimigo do Rei: enfim um jornal antimonarquista, Revista Barbárie e Revista Autogestão.

Em 1984 participou ativamente da reabertura do Centro de Cultura Social de São Paulo (CCSSP), fundado em 1933 por Edgard Leuenroth (1881-1968), que foi fechado por sucessivos governos autoritários e que se encontra hoje em pleno funcionamento após 85 anos. Parte dos documentos deste CCSSP, deram origem ao Arquivo Edgard Leuenroth na Unicamp-SP, o que mostra uma medida de sua importância.

Participou da iniciativa Ambientalista e Libertária - Sociedade Amigos da Nossa Chácara, também fundada por Leuenroth em 1934 e mantida pelo mesmo grupo.

O nome "Bigode" foi adotado quando publicou seus primeiros livros. Seu editor na época sugeriu que usar o nome Antonio José Lopes não iria "pegar" e que melhor seria se usasse simplesmente Bigode, e desde então vem utilizando em suas publicações.

Bigode com seu bigode
[Bigode com seu bigode em 1985]

A fórmula mais famosa do mundo é bigodal

No ano de 1998 o matemático David Wells pediu aos leitores da prestigiada revista Mathematical Intelligencer que elegessem aquilo que consideravam um exemplo de beleza no campo das matemáticas. Os resultados foram publicados em 1990 e a relação de Euler (1707-1783) foi a grande vencedora, obtendo a nota 7,7 em uma escala de 0 a 10.

A beleza da fórmula de Euler reside no fato de unir a expressão sintética, talvez minimalista, dos 5 números mais importantes da Matemática: $e$, $i$, $\pi$, $1$ e $0$.

No dia 24 de janeiro de 2018, durante o Curso de Matemática Recreativa e Didática, como parte da programação do 48º curso de Verão do IME-SP, e no ano em que o Brasil sediava o Congresso Internacional de Matemática, Bigode apresentou suas versões da famosa fórmula de Euler ao mundo, oficialmente apelidada de "Fórmulas Bigodais":
\begin{equation*}
\varphi \left( e^{i\pi}+1 \right) = 0\\
\ \\
\text{e}\\
\ \\
\frac{\varphi \left( e^{i\pi}+1 \right)}{\sqrt{2}}=0
\end{equation*}

Bigode e suas fórmulas bigodais
[Bigode e suas fórmulas bigodais, 2018]

Dia da Matemática

A iniciativa de instituir o Dia da Matemática, partiu da comissão organizadora do Centenário de Malba Tahan em 1995, formada por Pedro Paulo Salles (educador musical e sobrinho neto de MT), André Pereira (historiador e neto de MT), Antonio José Lopes Bigode (educador matemático e autor de livros didáticos), Valdemar Vello (editor, educador e artista) e Atílio Bari (teatrólogo), todos especialistas em Malba Tahan, cada um na sua especialidade.

Vida acadêmica

Cursou Licenciatura em Matemática no IME-SP de 1975 a 1993. Concluiu em 2000 seu mestrado em Didática das Ciências e das Matemáticas pela Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, na Espanha, produzindo a dissertação Textos de Redacción-avaluación matemáticos. Análisis de la Produción de Significados por Alumnos de 13-14 años. Em 2016 concluiu seu doutorado em Didática das Ciências e das Matemáticas ela Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, na Espanha, produzindo a tese Análisis y características del potencial cognitivo de producciones escolares matemáticas con alumnos de 11 a 14 años. Em 2018 está cursando Pós-Doutorado pela Universidade Cruzeiro do Sul, UNICSUL, Brasil.

Formação complementar

Em 1977 fez a extensão universitária em Tópicos de Ensino de Matemática, pela Universidade de São Paulo - USP, Brasil. Em 1989 fez duas extensões universitárias, sendo a primeira em Gênese de Conteúdos Fundamentais de Matemática  e a segunda em Jornalismo Científico para Jornalistas e Cientistas, ambas pela Universidade de São Paulo - USP. 


Vida profissional

Em 1983 fundou o Centro de Educação Matemática (CEM), ativo até hoje. No período de 1984 e 1996 atuou no CEM, como coordenador de projetos e no treinamento para aperfeiçoamento de professores do primeiro grau.

Participou de atividades de extensão universitária no Instituto de Matemática e Estatística - IME em 1986 e 1987 para professores em serviço; Atividade de extensão de Projeto de Formação Continuada para Professores da Rede Municipal de Ensino de São Paulo, em 2000, na Faculdade de Educação, Departamento de Metodologia do Ensino e Educação Comparada; Ministrou disciplinas de Matemática para a Formação Intercultural Superior para professor indígena do Estado de São Paulo - FISP, na Faculdade de educação - FEUSP.

Na UNESP, atuou como colaborador no período de 1993 e 1994 em cursos de Metodologia da Matemática para professores em serviço. Na PUC-SP atuou entre 1997 e 1999 como professor de Licenciatura Especial em Matemática, de Geometria, Fundamentos de Educação Matemática, História da Matemática e Informática Educativa.

Entre os anos de 1996 e 1998 foi consultor de Matemática dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN).

Entre 2013 e 2014, atuou como colaborador prestando consultoria para o Ministério da Educação (MEC) na elaboração de materiais instrucionais para o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - PNAIC.

Atuou ainda na Escola Vera Cruz, Escola Novo Horizonte, Escola da Vila, Colégio Oswald de Andrade, Colégio Logos, escola públicas da cidade de São Paulo, Universidad Nacional Autónoma de Mexico, Faculdade SESI-SP de Educação, Instituto Singularidades, Instituto Vera Cruz, Centro de Estudos da Escola da Vila, Fundação para o Desenvolvimento da Educação, Fundação para o Livro Escolar, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, Zoom Lego Education, com apoio do CNPq organizou a sação brasileira da Exposição Horizontes Matemáticos doMuseu LaVillette de Paris, na Estação Ciências do Governo do Estado de São Paulo, e muitas outras atividades e atuações que podem ser lidas no seu Currículo Lates.

Produções:

Autor da coleção Matemática do Cotidiano (prêmio Jabuti) e de várias coleções didáticas para o ensino fundamental de 1º a 9º anos publicadas pelas editoras: Scipione, FTD e Atual.

Autor de livros para formação inicial e continuada de professores (Nós da Matemática, Ed. Ática; Caderno 8 do PNAIC-SEB/MEC; Metodologia da Aritmética, FTD; Ensino de Geometria e outros.

Autor e apresentador da série "Matemática em Toda Parte" de divulgação científica e popularização da Matemática da TV Escola MEC/UNESCO.

Sua produção bibliográfica é muito extensa. Para ver todas, acessem seu currículo lates.

Áreas de interesse:

Produção e investigação em: Didática da Matemática, Educação Matemática Realística, O Fazer Matemático num Ambiente de Inspiração Lakatosiana, Resolução de Problemas, Análise de Erros, Escrita no Ensino-Aprendizagem da Matemática, Avaliação em Matemática, Ensino de Geometria, de Álgebra na Educação Básica (EF1, EF2 e EM) e Matemática Recreativa.

Frases

A Matemática não pode ser uma mera tarefa, porque as meras tarefas as máquinas fazem com muito mais propriedade.

A pior exclusão é aquela que suga a energia criativa e sonega o potencial de raciocínio dos alunos.

Matemática como cultura é fundamental e inegociável. Temos que tratar a Matemática como cultura, como parte do patrimônio cultural da humanidade.

As verdades são verdades apenas se delimitarmos um universos a elas.

Reflexões de um educador matemático:

Recomendo a todos que assistam ao vídeo Reflexões de um Educador Matemático. Uma aula com quase 3 horas, passeando pela história da matemática, arquitetura e arte. Simplesmente imperdível.

Vídeo: Reflexões de um Educador Matemático

Link para o vídeo no Youtube:




Onde encontrá-lo:


Agradecimentos:

Agradeço ao meu querido professor Alexandre Sant'Anna (amigo pessoal de Bigode) por fornecer informações importantes; e ao próprio Bigode por autorizar a produção dessa biografia.

Links para este artigo:


Referências:

  • Acervo pessoal de Bigode
  • Informações cedidas por Alexandre Sant'Anna
  • Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787977E3
  • https://www.matematicadocotidiano.com.br/
  • https://www.youtube.com/watch?v=GTTgq5HcAuY
Siga também o blog pelo canal no Telegram.

Compartilhe esse artigo:


Achou algum link quebrado? Por favor, entre em contato para reportar o erro.
Leia a política de moderação do blog. Para escrever em $\LaTeX$ nos comentários, saiba mais em latex.obaricentrodamente.com.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Pesquise no blog